Quanto tempo levamos para fazer amigos?

Diziam que uma conversa na fila do banco era o suficiente para um brasileiro convidar o outro para ser o padrinho do seu filho (não se sabe se esse ditado ainda faz sentido em tempos tão hostis como este em que vivemos).

Mas quanto tempo realmente leva até que alguém possa ser considerado um amigo próximo?

Um estudo da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, foi atrás da resposta. O autor desenvolveu uma ferramenta online com algumas perguntas que permitem prever o nível de proximidade entre o usuário e uma pessoa que ele escolher.

As perguntas incluem o número de horas semanais que você e seu amigo passam juntos, há quanto tempo se conhecem (só funciona para quem não se conhece há mais de seis meses, pois o foco do estudo eram pessoas que haviam se mudado para uma nova localidade havia pouco tempo), se você sente que o conhece bem, se a opinião dele importa e se vocês se sentem próximos emocionalmente, entre outras coisas.

A partir das respostas, o sistema calcula as chances de vocês serem amigos próximos, amigos casuais ou meros conhecidos.

O estudo

O professor Jeffrey Hall, autor do estudo, analisou inicialmente 355 respostas – todas de adultos que haviam se mudado nos últimos seis meses e que responderam as perguntas pensando em alguém que haviam conhecido em sua nova cidade, e em quem não nutriam nenhum tipo de sentimento romântico.

Em uma segunda etapa, ele analisou as respostas de outras 112 pessoas, todas calouras da Universidade do Kansas (onde ele trabalha) vindas de outras cidades. Dessa vez, elas tiveram que responder as perguntas pensando em duas pessoas diferentes que haviam conhecido na faculdade (as aulas tinham começado havia apenas duas semanas).

O teste foi refeito quatro e sete semanas depois, para revelar como aqueles relacionamentos estavam evoluindo. Novamente, foram consideradas relações sem qualquer interesse romântico.

O valor do tempo

O resultado combinado dessas pesquisas levou à conclusão de que leva mais de 200 horas até que uma pessoa possa ser considerada uma amiga realmente próxima. Para uma amizade casual, é preciso passar entre 40 e 60 horas juntos; para uma amizade normal, entre 80 e 100 horas.

Mas não contam as horas que vocês passam estudando ou trabalhando juntos (senão seus melhores amigos seriam necessariamente seus colegas de trabalho, né?), mas sim fazendo outros tipos de atividades.

Se você quer aprofundar a amizade com alguém do trabalho, é importante mudar o contexto – convidando a pessoa para almoçar ou saindo para beber juntos, por exemplo.

“Temos que dedicar tempo a isso [passar tempo com amigos em potencial]. Você não pode fazer um amigo em um estalar de dedos. Mas manter relacionamentos próximos é o trabalho mais importante que fazemos em nossas vidas”, diz o professor Jeffrey Hall.

“A quantidade de tempo e o tipo de atividade compartilhada com um amigo podem ser pensados como investimentos estratégicos no sentido de saciar nossa necessidade de pertencimento em longo prazo”. Awn.

 

 

Fonte: super.abril.com.br